o que Faz um Backend: Guia Completo para Entender Essa Função

Segundo levantamento do Glassdoor, atualizado em 29 de dezembro de 2020, o salário médio de um desenvolvedor ou desenvolvedora back-end é de R$ 4.120,00. Em suma, tudo o que funciona precisa de uma estrutura interna, e tudo que é construído através da programação tem sua estrutura interna chamada de back-end. Ser um profissional back-end e não ter relativo conhecimento sobre Python, hoje, é uma ameaça à própria carreira.

Como uma linguagem de script, o código criado pelo desenvolvedor passa por um interpretador para ser lido por um computador, em vez de um compilador, onde seria traduzido em código legível por máquina. Cada aplicativo da web que você vê hoje é executado em um PC remoto chamado servidor. A Interface de Programação de Aplicativos é, basicamente, uma interface simples para acessar ou invocar algum processamento complexo em segundo plano exigido pelo programador. Às vezes, eles também são usados para restringir o acesso direto dos programadores a determinadas funções. Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entrar na área de programação, eu recomendo que você faça a sua inscrição na Kenzie Academy Brasil.

Quanto tempo estudar programação por…

A boa notícia é que a maioria dos desenvolvedores backend está feliz com o que eles fazem. Por exemplo, um desenvolvedor frontend cria uma página em um site com um botão que um cliente pode clicar para recuperar dados sobre seus pedidos anteriores. A descrição do trabalho é diferente da de um desenvolvedor frontend, mas os dois papéis trabalham juntos para criar um trabalho que seja ao mesmo tempo funcional e amigável ao usuário. Pode parecer que conhecer todos os lados do desenvolvimento web é melhor do que se limitar a um, mas muitos trabalhos estão à procura de especialistas. Os usuários não acessam diretamente o backend de um aplicativo ou sistema de computador. O mercado de trabalho para os desenvolvedores https://agazetadoacre.com/2024/03/colunistas/guia-gazeta/9o-guia-gazeta/os-caminhos-para-se-tornar-um-cientista-de-dados/ está bem aquecido e isso se dá, justamente, por conta da rápida evolução da tecnologia, gerando a necessidade de ter essas figuras na empresa o tempo todo.

Tornar-se um programador back-end de sucesso requer mais do que apenas conhecimento em linguagens de programação e tecnologias específicas. É necessário desenvolver habilidades analíticas, capacidade de resolução de problemas e trabalho em equipe. Além disso, é importante estar sempre atualizado sobre as tendências e avanços na área. Com dedicação, prática e aprimoramento contínuo, é possível se destacar como um programador back-end e contribuir para o desenvolvimento de sistemas e aplicações web de alta qualidade. As linguagens de programação backend lidam com os bastidores das funcionalidades das aplicações web.

Cursos Online

Cursos flexíveis e time de mentores com profissionais de empresas como Disney, Nubank e iFood. Salário médio de um desenvolvedor backend é de R$ 5.833/mês, de acordo com o Indeed. Dois estilos de APIs que você talvez se depare Desmistificando a ciência de dados: o que esperar dos 9 meses de bootcamp intensivo da TripleTen? como desenvolvedor backend são o SOAP e REST. SOAP significa Protocolo Simples de Acesso ou Simple Object Access Protocol. E REST significa Transferência Representacional de Estado ou  Representational State Transfer.

  • As APIs RESTful são baseadas no estilo arquitetônico REST (Representational State Transfer).
  • Java é a terceira linguagem de programação mais popular do mundo, e por uma boa razão.
  • Elas ajudam diferentes sistemas a se comunicarem entre si, usando métodos HTTP como GET, POST, PUT e DELETE.

Porém ela é feita de forma modesta, sem se mostrar, permitindo que as pessoas acessem os sites sem saberem de todo esforço empenhado pelo desenvolvedor back end. Sendo assim, front-end e back-end estão bastante ligados, porém o segundo é voltado aos bancos de dados e servidores; responsável por atualizações, mudanças, segurança, gerenciamento de conteúdo, estrutura, etc. Se tomarmos o exemplo das redes sociais, seu funcionamento só é possível com um banco de dados que contenha informações como nome, data de nascimento, foto de perfil, e por aí vai. Afinal, essa tecnologia permite armazenar os dados e o conteúdo do site, simplificando a recuperação, organização e alteração de informações. Um desenvolvedor de back end deve ter amplo conhecimento de várias tecnologias de banco de dados.

Segurança

Com o crescimento da Internet das Coisas, os programadores back-end terão a oportunidade de trabalhar com sistemas que se comunicam com diversos dispositivos conectados. A computação em nuvem está se tornando cada vez mais popular, e os programadores back-end precisam estar preparados para trabalhar com essa tecnologia. Como a tecnologia está sempre evoluindo, é fundamental estar sempre atualizado.